segunda-feira, 7 de julho de 2014

Isabelle

Olá!

Novamente trago uma resenha de de um livro de um autor independente, que considero mais um conto do autor. Isabelle, por L.S. Carvalho, 2014, 106 páginas.



A história se passa no Haiti, no ano de 1798. Logo imaginamos carruagens, senhores e camponeses, etc. O livro/conto é distribuído por 6 partes, onde o autor desenvolve a história, primeiro, apresentando os personagens, o Conde Francês, Monsieur Jean Dominique, que considerei o personagem principal da história.

O Conde Jean mostra-se logo apaixonado por sua governanta, Isabelle, que leva o nome do livro. Objeto de desejo de dois homens, traça-se logo a competição para ficar com ela, entretanto, o Conde Jean tem muito mais recursos para ganhar esta batalha pelo coração de Isabelle, que acaba por ficar noiva do rival do Conde, Vincent.

Então, por uma trapaça, o Conde faz um negócio especial com o "Mestre", que promete livrar Vincent de seu caminho. E o resto... Não posso falar. Segue-se então a história, que você não consegue parar de ler.

O texto é direto e simples, porém não deixa de descrever as características principais de cada personagem. Os traços psicológicos dos personagens por muitas vezes são leves, mas torna-se mais profundo o lado psicológico do Conde Jean Dominique ao final do livro.

O final é triste e deixa um gosto de quero mais.

Vejo um grande potencial no autor e recomendo a leitura.

Página no facebook do livro: https://www.facebook.com/pages/Isabelle/192133640990665?fref=ts
Página para comprar no Clube de Autores: https://clubedeautores.com.br/book/157947--Isabelle?topic=ficcao#.U7nFsfldX1Z
Facebook do autor: https://www.facebook.com/linik.sued
Skoob do livro: www.skoob.com.br/livro/400253-isabelle


Trilha sonora do conto:

Abraços! E continuem valorizando os escritores independentes Brasileiros!

Priscilla Tôrres

3 comentários:

  1. Isabelle é um bom começo para o L. S, tem um clima sombrio beirando ao gótico, leves referências Históricas e ideias interessantes e originais, mas o que me incomodou foi que o conto começa lento e tranquilo e logo se acelera, terminando rápido demais. Outra coisa que me incomodou muito foi que o "Mestre", personagem mais interessante do livro, foi muito mal explorado, até o Cocheiro é melhor desenvolvido (rsrsrsrrs). Os defeitos que citei não tornam o conto ruim, apenas o impossibilitaram de ser ótimo, pois a ideia é realmente muito boa e original. Classificaria Isabelle como nota 7.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Percebi tudo o que disse quando eu mesmo li depois de ter publicado... KKKKKKK. Nota 7 seria mais ou menos a nota que eu daria também. Muito obrigado pela opinião. ;)

      Excluir